Bom percurso escolar meu filho

escola H

O meu Henrique começou hoje o 1º ano. Pensamos que ao chegarmos ao terceiro filho tudo é mais fácil … como nos enganamos! Hoje fui confrontada com o facto que mesmo aqueles que tentamos manter como bebés, crescem, mesmo sem a nossa autorização. Levei-te à escola com o coração apertado e os olhos marejados de lágrimas apertadas na garganta.

Ao deixar-te na tua secretária acredito cada vez mais que o nosso papel na educação dos filhos não é cortar asas mas orientar o voo. Tu como irmão mais novo irás ganhar em vários “explicadores” para o bem e para o mal. Até porque és um perfeito mimado, mais até pelos teus irmãos do que por nós pais. Por vezes o teu irmão mais velho queixa-se que nós com ele fomos bem mais duros, mas é difícil chamar à razão alguém, quando os teus irmãos se riem, porque és engaçado.

Na mochila levaste imensos sonhos, vontades, curiosidade e receios. Como qualquer estreante de 1º ciclo e eu como qualquer mãe. Perdes em material e roupa nova, muita reciclagem, empréstimos e compras atempadas se fazem com o nosso crescer na escolaridade. Mas ganhas em companhia, a tua irmã fez questão de te levar ao teu primeiro dia e não sei se não estava tão ansiosa como eu!

Pequeno Henrique, desejo que conquistes os teus sonhos (de momento sei que o que queres é ser médico como o Hulk). Desejo que o teu caminho seja sempre de descobertas, nas boas e nas más cá estaremos para te apoiar! E desejo que mantenhas esse teu ar de felicidade e confiança.

Com o teu professor conto repartir a tua educação. Sim haverá pedaços nossos e porções imensas de alguém que fará parte do teu dia-a-dia, que será teu mestre e te vai ensinar tantas coisas novas e maravilhosas. Espero da escola tantas coisas, para além de todas aquelas coisas habituais como compreensão, discernimento, diálogo, tolerância, flexibilidade, empatia e reforço das tuas melhores qualidades, adorava que promovessem o uso do pensamento crítico, te ensinassem a chegar a resultados, conquistas e estratégias para colmatares os teus pontos fracos (sim meu amor também os tens!).

Agora aproveita, também, para fazer grandes amigos, para brincares e rir muito!

E pronto é oficial – já não há bebés nesta casa! Amo-te meu pequeno estudante!

21552590_1641080549249116_609707423_n

Anúncios

As surpresas da vida

A vida dá voltas, por vezes, inesperadas. Por mais que a ordem natural, muito apregoada seja: nascer, crescer, conhecer alguém e morrer, não me parece que nada seja tão simplista.

Nas voltas que a vida dá. Onde se enlaçam caminhos e pessoas, acontecimentos dão nós, esticam expectativas, construímos teias que emaranham os nossos pensamentos, fica lassa a nossa auto estima e nunca voltamos à forma original. A vida oferece-nos surpresas. Umas boas, outras más, umas gigantes, outras minúsculas, de distintos sabores e intensidades, umas onde intervimos outras completamente imprevisíveis.

Cada momento e cada pessoa que se cruza connosco é uma pequena surpresa, onde nunca sabemos o que nos reserva até o vivermos. Nas surpresas da vida, também estamos nós. A forma como reagimos, contra-atacamos, resistimos, protestamos, lutamos e amamos. E muitas vezes nestes pequenos gestos vamo-nos conhecendo melhor, descobrimos as nossas prioridades ou verdades e desenhamos novos caminhos.

Tudo se torna imprevisível, uma sucessão de momentos únicos. Acontecimentos que não estão planeados, que não conseguimos prever, para os quais nunca teremos todas as respostas (pois as perguntas nunca são iguais) e mesmo com bagagem suficiente, nem sempre reagimos da forma que nos orgulhamos mais.

Em vez de temeres as surpresas, desfruta da imprevisibilidade de cada instante, mesmo que adores tudo certinho. Nunca vais conseguir perceber tudo o que acontece, nunca vais conseguir ter todas as respostas correctas, nunca te vai acontecer somente o que aspiras ou sonhas, nunca vais conhecer somente pessoas boas ou certas, nunca vais ser somente uma reacção. Tem coragem, pois muitas vezes o que nos define é como nos levantamos depois da queda e haverá sempre outra perspectiva. E há surpresas realmente muito boas, maravilhosas e admiráveis.

 

post 522

Mini Paleontólogos à solta na Lourinhã

Tenho uma pequena criatura cá por casa que adora dinossauros. Por vezes tenta ter comigo conversas, que acabam por me fazerem sentir inculta. Sim podia tentar aprender, como ele do alto dos seus 5 anos sabe nomes, alimentação e algumas curiosidades destes seres há muito extintos … mas não sendo o meu foco de interesse, não sou capaz de decorar nomes, mas sei o mais terrível e ameaçador – T-Rex.

20751294_1615470401810131_850762105_n

Hoje rumámos à Lourinhã, enquanto não há um verdadeiro parque, (que espero bastante criativo), os animais estão à solta pela cidade até porque se depender das crianças, estarão sempre presentes nas brincadeiras.

O tiranossauro rex, com 13 metros de comprimento, deteve-se junto à câmara municipal, todos os outros estão em pontos centrais. A visita não demora mais de uma hora, até porque no nosso caso, depois de verem um querem logo partir à descoberta do próximo. No posto de turismo oferecem o mapa do posicionamento destas réplicas e as pessoas pela rua ajudam a que a descoberta seja bem conseguida.

20751383_1615494045141100_1994855424_n

Em Janeiro de 2018 contamos repetir a visita para poder contemplar as 120 réplicas à escala real que vão ficar a morar no Parque de Dinossauros da Lourinhã e aí descobrir muito mais, brincar e tirar mais milhentas fotos. Para já com este cheirinho ficámos muito curiosos.

20751150_1615497225140782_1287747552_n

No passeio ainda encaixámos uma visita ao Museu da Lourinhã. Não é um museu grande, mas tem coisas interessantes. A inquietação dos pequenos é grande neste espaço, é que até chegar onde eles pensam que vai ser interessante, existem algumas salas que mostram como se vivia noutros tempos, tempos dos avós, com objectos bem preservados. Numa pequena casa, já no pátio, a Casinha Tradicional Saloia, recria uma verdadeira habitação de época e até descobriram um alguidar muito grande onde as pessoas tomavam banho noutros tempos.

20793269_1615489131808258_1775403237_n

Se vale a pena? Quando se está à espera de se ver dinossauros, quando nos dizem que existem vestígios e depois temos uma salinha com um esqueleto e vários fósseis, sentimos que as nossas espectativas saem defraudadas. Tudo uma questão de espectativa! Mas adorei a enorme pegada!!!! (só por aqui valeu muito a pena). Mas tenho a noção que não fomos no melhor dos dias, a Lourinhã este fim de semana vai abrir portas para se posicionar como capital dos dinossauros e não pudemos ter visita guiada, que deve tornar tudo muito mais emocionante e interessante.

20814083_1615490995141405_1273146779_n

Nós tínhamos coisas para fazer por casa. Mas vocês podem aproveitar o resto do dia para aproveitar a praia da Areia Branca ou visitar Peniche.

Para brincarem mais a paleontólogos, acreditem este é o melhor dos brinquedos ( e sim suja … o que torna tudo ainda mais real). Este kit formidável tem os “ossos” escondidos e verdadeiros instrumentos para levar a bom porto a descoberta e seguinte montagem do “esqueleto”. Nós compramos na loja Brinquedos criativos (vendem on-line)

20786570_1615486941808477_2052052989_n

Preço do Museu da Lourinhã

0 aos 5 – grátis

6aos 11 – 2€

Cartão de estudante – 3€

Adultos – 4€

 

Preço do kit de escavação ( Brinquedos criativos) – 12,50€

Felicidade não é só alegria

blog 1

Temos a noção de que ser feliz é andar sempre alegre. A mim não me parece! Isso é ser tonto ou estar-se a mentir a nós mesmos.

Ser feliz e viver a vida é ter noção de que existem dias que estamos tristes, que não temos vontade, que estamos mais virados para nós, que precisamos de silêncio ou de abraços. É aceitar este estado melancólico que nos envia para um banco de memórias de perdas, erros, fracassos, insucessos, dificuldades, dor, angústia, etc. Muitas vezes ficamos tristes sem que encontremos uma razão ou motivo real para isso. A vida simplesmente parece perder o sentido por alguns instantes e por conseguinte isolamo-nos.

A tristeza não deve ser colocada de lado. Estar temporariamente triste não é depressão ou infelicidade. Como dizem alguns monges budistas, é melhor deixar que a tristeza chegue, e como as águas de um rio, flua no seu ritmo natural, permaneça o tempo que precisar e depois se vá embora, afinal, ela é importante para os reequilíbrios da mente, para desenhar novos caminhos, para fazermos as pazes connosco. Se não nos sentíssemos tristes, provavelmente não saberíamos o que é felicidade.

A obrigação de ser feliz e mostrar felicidade o tempo todo está a tornar-se uma obsessão elevada a um ponto de causar angústia. É irreal, falsa, mais partilhada e menos pessoal. Lembrem-se que não são infelizes, às vezes estão apenas infelizes.

Dizeres “Amo-te” não basta

imagem

Amo-te nunca deve ser uma frase simples, despejada sem significado.

Amo-te nunca deve ser usado sem respeito, sem carinho ou sem intenção.

Porque um amo-te nunca chega se as atitudes demonstrarem o contrário. Um amo-te não resolve se o sentimento já não existe. Um amo-te não deve ser proferido se não se valoriza o outro. Um amo-te não basta se desprezas e sugas a essência da outra pessoa. Um amo-te é banal se enches alguém de falsas promessas e de mentiras. Um amo-te não te pode escorregar da boca e ser espalhado a sete ventos. Um amo-te é turvo se não queres a felicidade do outro.  Um amo-te é vazio se não o sentes.

O amor não se ensina … mas sente-se nos gestos, nas atitudes, no silêncio e na entrega.

d8ff42d1f485e2e01e0fc88bffb000b1

Nós os ladrões da Felicidade

Em Portugal temos uma maneira muito peculiar de explicarmos como vai a nossa vida. “Vai mais ou menos”, “vai-se andando” e “até como Deus quer”. Com algum receio de que as coisas deem uma reviravolta nunca nos atrevemos a dizer que estamos bem ou estamos felizes.

As respostas também ajudam a dar azo a perguntas e conversa, em que as respostas são vazias de conteúdo, afinal a pessoa não estava mal ou a necessitar de auxilio, por vezes nem precisava de nada … mas limitamo-nos a responder automaticamente.

Há pessoas que sempre que tem motivo para se sentirem felizes, procuram motivos que possam roubar esse momento. Ser feliz parece algo proibido. A felicidade parece ser algo constrangedor, incomodar, gerar ansiedade e desconforto. Relembram ecos do passado que dizem “não mereço ser feliz”. São excelentes a fazer trabalho de campo pessoal, trabalho digno de FBI.

Autosabotagem

A primeira batalha que temos muitas vezes começa por nós mesmos e conseguir vantagem em relação à nossa cabeça. Quando minamos a nossa felicidade, sucesso, realizações ou relações, por vezes não o fazemos com consciência. Posso pedir-te para responderes a ti mesma a estas questões:

  1. Quando estás feliz qual ou quais são os primeiros pensamentos que tens?
  2. Quando as coisas estão a correr bem na tua vida quais são os primeiros pensamentos que aparecem?
  3. Acreditas que mereces ser feliz?
  4. Acreditas que és uma boa pessoa?
  5. O que serias capaz de realizar, se tivesses certeza do sucesso?

Existem milhentas desculpas sem sentido aparente, que por vezes estão mascaradas ou enraizadas e que o nosso cérebro tende a acreditar. Habituamo-nos a viver com aquilo que ouvimos ou que verbalizamos a nós mesmos. Se substituirmos o hábito de um diálogo auto crítico por mensagens de incentivo ou positivas, derrotamos demónios e criamos uma nova forma de olhar a vida ou a nós mesmos. Não é um processo rápido, sem falhas ou recaídas.

auto sabotagem

Torna-te o teu aliado. Acredita em ti. Acredita que é possível mudar rotinas e hábitos, perspectivas e ser feliz. Não basta querer mudar há que tomar atitudes. Há que não depositar os nossos sonhos e expectativas nas mãos dos outros. Como disse Dostoievski, “a maior felicidade é saber por que se é infeliz”, começa por aqui porque muitas vezes …

download

 

 

BFF: Relação sem data para acabar

Para rir, para chorar, para nos divertir-mos devemos contar com os amigos. Mas depois há os especiais, os verdadeiros … os que estão lá ao lado, os que sentimos que estão lá sempre, mesmo que não estejam presentes. São amizades únicas, ímpares, irrepetíveis!!! Só quem tem uma sabe valor de um best friend forever. Muita gente acha que é coisa de mulher … que seja, o nosso lado mais romântico, mas a verdade …

todos_em_um

No início é complicado, confuso e psicologicamente desgastante descobrir quem são os nossos melhores amigos. Com a idade aprendemos que a amizade não é uma ciência nada exacta, aprendemos muitas vezes da pior maneira, com direito a muita desilusão e lágrimas que confiámos nas pessoas erradas e que as pessoas têm muitas vezes duas faces portanto, aos mais novos deixo a dica:

d8ec5391c4b2767a595729c0dd1600a3

Agora há sempre os especiais, portanto aprenda a avaliar as amizades e a considerar várias dimensões:

– Com quem passa mais tempo? Se alguém gosta de si é normal que aprecie a sua companhia. Os melhores amigos vão tentar sempre comparecer aos eventos importantes da sua vida. Fazem questão de estar ao seu lado.

– Com quem mais conversa? Qual é o amigo que já apoiou e intercedeu a seu favor? Amigo é bom ouvinte. Amigo de verdade não se importa de ouvir a mesma história 100 vezes. Amigo quer ouvir falar sobre dificuldades, triunfos, medos e sonhos e quer ajudar no que lhe for possível ou impossível. São pessoas que realmente se preocupam com o seu bem estar.

– Quem é capaz de guardar segredos? O relacionamento é construído com base na lealdade e confiança mutua. Segredos ou inverdades jamais serão espalhadas. Observe quem intercederia a seu favor se surgisse um conflito ou problema. Amigos próximos defendem, independentemente das circunstâncias, e principalmente quando não lhe for possível a si proteger-se.

– Os grandes amigos estão sempre dispostos a perdoar. Todos cometemos erros, temos lapsos, até mesmo os amigos “do peito”. Mas também não abuse e mostre-se arrependido. Dê espaço ao outro e permita-lhe que exponha a sua irritação e conversem sem gritar ou discutir. No final das contas, é sempre importante que se desculpem pelos equívocos e aprendam com os erros, perdoando uns aos outros.

– Quem é influência positiva? Há pessoas que até são boas pessoas, mas podem não ser o melhor para si. Quem é a pessoa que após você completar um objectivo ou realizar um sonho fica contente? Quem lhe dá os parabéns e fica feliz quando você obtém sucesso? Quem o anima ou incentiva? Nas amizades verdadeiras não há espaço para o desmerecimento …

melhores-amigos-sao

Os teus amigos são de longe das pessoas mais importantes na tua vida e a quem muitas vezes nos esquecemos de agradecer. Verdade que não temos a obrigação de o fazer, mas convenhamos fica-nos bem … dizemos obrigada pelas pequenas coisas que nos empresta ou favores que nos faz, mas raramente, se alguma vez, pelo o que é mais importante:

– por todas as vezes que te aceitou de volta depois de te teres afastado durante tanto tempo sem se verem ou falarem. Os teus amigos verdadeiros deixam-te ter os teus momentos sempre que precisas e queres, porque sabem que eventualmente voltarás. És livre para embarcares na tua jornada. E não interessa quantas vezes necessitas fazer essa caminhada, quantas vezes precisas de te afastares, quantas vezes tens de ir descobrir outros trilhos. Sabes que tens sempre para onde regressar, que os teus amigos estarão lá para te acolher, sem queixas, nem reivindicações.

– por ter sido paciente em todas aquelas vezes em que tu só falaste sobre a tua vida, os teus próprios dilemas e esqueceste de perguntar como ele estava. Nem sempre é feito com intenção, mas com os amigos temos um à vontade e é um espaço onde podemos ter um acesso de mimimi.

– por ficar ao teu lado nos teus piores momentos. Quando olhas para o passado, por vezes é difícil em determinados momentos imaginar como certas pessoas se mantiveram ao teu lado. O teu feitio teve alturas que roçou o execrável, a tua figura e as roupinhas que vestias eram de bradar aos céus e aqueles amigos ficaram lá … se mantiveram naquele momento, vão estar lá sempre!!!!

– amigos verdadeiros não julgam o hidrato de carbono a mais que ingeres, juntam-se a ti. O teu melhor amigo, o verdadeiro melhor amigo, senta-se contigo a uma mesa e come. Sempre que estão juntos, vão comer ou beber alguma coisa. Falam e comem. Vão às compras e comem. Passeiam e comem. Os amigos não julgam pela fatia de piza, pela massa carregada de natas, a coca cola que não é light, nem a bolacha ou sobremesa que comeste ao jantar. Em vez disso, ele sentou-se ao teu lado a comer também. Isto é a verdadeira amizade!!!!

– por tratares a casa dela como se fosse a tua. Chegares e atiraste para cima da cama ou do sofá. Abrires as portas do roupeiro ou as gavetas do armário à procura de algo que precisas, vai emprestar-te mesmo sabendo que vais demorar uma eternidade a devolver, ou perderes ou dizeres que não sabes onde deixaste …

– por nunca, nunca dizer em voz alta “eu bem te avisei” Até faz um olhar, mas contem as palavras, guarda-as para si, nem as usa mesmo quando, entre uma lágrima e outra, lhe dizes que afinal tinha razão. Melhores amigos não fazem cenas ou teatros quando um dos dois está errado. São pessoas que partilham um laço especial e têm uma maneira muito especial de comunicarem, mesmo sem palavras, mesmo no silêncio ou nas gargalhadas e olhares; não precisam de se acusarem quando estão erradas. Existe um conjunto de frases exclusivas que qualquer duo dinâmico usa regularmente, e “eu bem te avisei” não é de certeza uma delas.

– por ser sempre honesta. O verdadeiro melhor amigo é das poucas pessoas que será totalmente honesto contigo a qualquer altura. Rir-se-á de todas as más frases ou chamar-te-á atenção pelas más decisões que vais tomar, porque te podes arrepender mais tarde. Vai deixar-te chorar, quando precisares e vai esticar-te a mão e ajudar-te a levantar quando for a hora de voltar a sorrir. Vai dar-te conselhos. Correr a teu lado. Dar-te a mão e deitar-se a teu lado.

e284c97e30e161dc6552689c54ed427e

Há medida que os anos vão passando a amizade vai passando por momentos de silêncio, mas existe sempre um carinho muito especial por aquela pessoa e sempre que  se encontram muitas das histórias começam pela frase … “ … lembraste daquele dia?” ou “ … lembraste daquela vez?”. Normalmente continuam a ter a capacidade de ler a mente uns dos outros e a não gostar das mesmas pessoas. Continuo para mim a acreditar na máxima:

60c137782cbec27ff770539e063ad1cc